segunda-feira, 1 de março de 2010

Curso de Datilografia: ASDFG, ASDFG, ASDFG...

.





Sou do tempo em que...

Quem não fosse capaz de dar 180 toques por minutos numa máquina de escrever não conseguia emprego algum, público ou privado...

Acima de 220 toques/minutos já se era considerado datilógrafo acima da média...

Lembro que aprendi numa Lexington 80 da Olivetti de teclas redondas; nas Remington eram quadradas e mais duras...

A primeira lição era um treino com a mão esquerda: ASDFG, ASDFG...

Preenchia-se uma página inteira com a lição repetida...

Um saco...

Por sobre as mãos era colocado um papelão para evitar que o aluno se sentisse tentado a olhar o teclado...

A rapaziada de hoje em dia nem deve saber o que é máquina de datilografia...

Para trocar de linha datilografada existia uma alavanca tipo um 'enter'...

Nos primórdios da informática a tal tecla 'enter' do computador se chamada EOF (End of File) que inspirado nesta alavanca da máquina de escrever...

Quase ninguém possuia uma máquina de escrever em casa até surgirem as máquinas portáteis da Olivetti...

Uma maleta azul que fechava com ziper...

Um lap-top sem memória...

Era um luxo apresentar o trabalho escolar datilografado...

Toda cidade do pior rincão do mundo tinha um Curso de Datilografia instalado em algum sobrado decadente de escadas de madeira...

Diploma de Datilografia era anexado ao Curriculum Vitae tal um curso de pós graduação...

Depois surgiu a máquina elétrica IBM Esfera na década de 80...

Era uma revolução tecnológica bizarra se comparado aos dias de hoje...

Já era possível selecionar o padrão de letras trocando a tal esfera: courrier, arial, script e symbol para caracteres e símbolos matemáticos, químicos, etc...

Melhor, existia a tecla que disponibilizava a 'fita corretiva'...

Por favor, não riam...

Somente minha habilidade em datilografia promovido a digitador me levou até 'operador de computador'...

Ostento em minha carteira de trabalho 'Operador de Computador P6060'...

Comecei a programar num TK 2000 branco...

Não tinha monitor, era acoplado a uma TV preto e branco...

Para armazenagem de dados era utilizado um gravador k-7...

Linguagem de programação: Basic residente na maquineta...

O primeiro programa que fiz, como qualquer outro programador babaca autodidata, foi uma calculadora que somente somava:

10 Print tab(10, 10); input "entre com o valor:"; n1%
20 t#=t#+n1%
30 Print tab(10, 20); "Total": t#
40 goto 10

Depois evolui e criei uma mala direta guardando os dados...

Mais ou menos assim:

10 Open 'R', #1, 'Mala.Arq', 117
20 Field #1, 40 as nome$, 40 as rua$, 5 as cep$, 30 as cid$, 2 as est$
30 input nome, rua, cep, cid e est - para não cansá-los...
40 lset - e tal...
45 registro igual a registro mais um...
50 put #1, registro
60 goto 30

Quase cai de bunda quando descobri que era possível arquivar informações e recuperá-las no dia seguinte manipulando a meu bel prazer...

Acho que dormi mal naquela noite com minha descoberta tal um cientista 'De Volta para o Futuro'...

Uma coisa tão óbvia que assustava pela lógica óbvia...

Não existia a Microsoft quando surgiu o CP500 por aqui...

Bill Gates era um camarada com cara de tonto que acabara de conquistar seu primeiro milhão de dólares...

Na verdade Bill Gates se trata de espertalhão que copiou integralmente o sistema operacional CPM dos grandes computadores que plagiou na íntegra adequando ao como o DOS para Personal Computer ainda com diskettes de oito polegadas...

Bill Gates também se apropriou do sistema de janelas de menu já existente nos Macintosh da década de 80 criando o seu Windows...

Bill Gates seguiu a percepção Abelardo Chacrinha que nada se cria tudo se copia tal um Laurence Lavoisier adaptado sem pagar direito autorais a lei da manutenção da matéria...

O mundo evoluiu...

Bill Gates se tornou o homem mais rico do mundo...

Conservou instintos básicos e rasteiros dos conquistadores baratos...

Sua Microsoft censurou meu 'Táxi em Movimento' spaces live...

Se Bill Gates fosse um faxineiro promovido se tornaria um porteiro com cacoetes de síndico ditador...

Bill Gates deve morrer de saudades do tempo em que seus usuários e servidores não tinham voz...

ASDFG, ASDFG, ASDFG...



Jorge Schweitzer




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.