sábado, 18 de julho de 2015

Sol de Inverno no Arpoador RJ


Rita Mattos, gari carioca de 24 anos, é sucesso nas redes sociais


 



Júlia Zaremba


Ela é 'a' sensação da web nas últimas semanas: suas fotos foram compartilhadas por milhares de pessoas em grupos do Whatsapp e, nas redes sociais, a moça acabou ganhando mais de 12 mil seguidores no Facebook, além de quase cinco mil no Instagram. Prestes a completar 24 anos, a gari Rita Mattos foi eleita pelos internautas musa da Companhia Municipal de Limpeza Urbana do Rio de Janeiro. Ela, entretanto, questiona o motivo da repercussão.

- As pessoas se assustam quando veem uma garota bonita trabalhando como gari. Dizem que eu poderia arrumar um trabalho melhor do que ficar varrendo e capinando. Por que as garis devem ser, necessariamente, feias? Existe um preconceito. Mas, apesar do trabalho ser bastante pesado, me divirto muito. Tenho orgulho do que faço - afirma, destacando que o contingente feminino na companhia aumenta a cada dia.

Após repercussão de fotos, jovem ganhou muitos seguidores nas redes sociais. Após repercussão de fotos, jovem ganhou muitos seguidores nas redes sociais. Foto: Arquivo Pessoal

Moradora de Realengo, Rita entrou na Comlurb em março de 2014, motivada pela estabilidade financeira do funcionalismo público. A rotina é agitada - às 7h, bate ponto na gerência de São Cristóvão, embarca no ônibus da companhia e circula por diferentes pontos da cidade para atender a chamados de emergência, como estragos causados por alagamentos e entulhos no meio da via. Após o expediente, que termina às 15h20, Rita segue para a academia e continua o trabalho de força. O lema da gari é claro: “Chorar na academia para poder sorrir na praia”.

Ela foi eleita musa da Comlurb. Ela foi eleita musa da Comlurb. Foto: Arquivo pessoal

Rita soube da repercussão de suas fotos no início de julho, alertada por uma amiga. Ela conta que ficou apreensiva no início, mas que, agora, está encarando a “fama” de forma positiva.


- No início, achei que fosse alguma brincadeira de mau gosto, que estivessem me criticando. Mas depois vi que os comentários eram positivos, elogiando a minha beleza. Estou encarando numa boa, espero que apareça alguma oportunidade de trabalho bacana com essa divulgação toda. Mas não quero criar expectativas, sou muito ansiosa - confessa, destacando que, em 2011, foi ganhadora de um concurso de beleza chamado “Garota Zona Oeste”.


A gari conta que está acostumada a ouvir elogios nas ruas, principalmente quando está usando o uniforme laranja. Apesar de se considerar uma pessoa tímida, Rita diz que não se incomoda com as cantadas, muito pelo contrário - confessa que gosta de ser elogiada e que até acha graça das frases mais criativas. Quem não gosta tanto é o namorado, com quem está há sete anos. Mesmo assim, garante que ele é “tranquilo” e que está sabendo lidar com a exposição da amada.

Gari diz que gosta de receber elogios na rua e que o namorado sabe lidar bem com o assédio. Gari diz que gosta de receber elogios na rua e que o namorado sabe lidar bem com o assédio. Foto: Arquivo Pessoal

Rita, que já pensou em seguir na área médica, pretende agora cursar Administração de Empresas em uma faculdade. O objetivo, segundo ela, é crescer dentro da própria Comlurb. Na última quinta-feira, prestou vestibular para uma universidade particular, cujo resultado aguarda ansiosamente. Além de cursar uma faculdade, a jovem tem outros sonhos, como ter a casa própria.


- Sou muito independente, trabalho desde os 16 anos. Sempre gostei de conquistar minhas próprias coisas. Tenho esperança de que vou conseguir realizar todos os meus sonhos - planeja a jovem.






Charges de hoje sobre Eduardo Cunha se tornar oposição ao governo Dilma