sábado, 3 de abril de 2010

Diego Frazão Torquato, O Menino do Violino "Azul"...

.







.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

.
.

Diego Frazão Torquato cresceu em Parada de Lucas...

Diego aprendeu a tocar violino no projeto social do AfroReggae dentro de sua comunidade...

O Diego do Violino era a estrela da Orquestra de Cordas do AfroReggae...

Poucos dias antes de morrer, nesta semana, Diego escreveu:

'Meu nome é Diego Frazão Torquato
Tenho 11 anos
Sou simpático
Sou um negro saliente
Sou bonito
Sou brincalhão
Sou de Jesus
Sou um presente para os meus pais
Sou um garoto que todo mundo conhece como Azul de Parada de Lucas'...

Diego Azul ficou conhecido ao ser fotografado com o rosto encoberto por lágrimas enquanto tocava violino no enterro seu professor e coordenador social do grupo AfroReggae, Evandro João da Silva...

Evandro, professor do menino Azul, foi assassinado por ladrões numa madrugada do centro do Rio de Janeiro...

Ali, próximo de várias Igrejas...

No episódio, dois policiais militares complementaram o crime roubando a jaqueta e tênis da vítima sendo flagrados por câmeras de rua...

Agora...

O destino cruel resolveu colocar o menino do violino Azul em nova trapaça...

Há duas semanas Diego passou mal...

Atendido duas vezes na UPA da Penha, no mesmo dia, não foi possível determinar diagnóstico...

Diego acabou sendo operado por apendicite...

Quando os médicos aguardavam recuperação, Diego Azul teve infecção generalizada...

A imprensa passou a perseguir a suspeita de negligência médica...

Diego Azul foi transferido para a UTI pediátrica do Hospital de Saracuruna, em Duque de Caxias...

Todos acompanhávamos o sofrimento do menino Azul...

Veio a notícia...

Que desmoronou todas esperanças....

Os médicos finalmente constataram que Diego Azul sofria de leucemia...

Seu quadro já era gravíssimo...

Os médicos decidiram induzir o coma...

Na quarta feira passada Diego teve uma parada cardíaca...

Ás 14h 30min...

Seguida de reanimação...

O menino Azul não resistiu...

José Júnior, coordenador do AfroReggae comentou:

- Nosso anjinho voltou para o céu.

O Diego Azul teve meningite já com pouca idade comprometendo sua memória...

Azul aprender a tocar violino foi um ato de superação que emocionava...

De família pobre, boa parte dela trabalhava na ONG que luta para evitar o ingresso de jovens no tráfico...

Telmo, pai do Diego, teve três seguidos AVCs anos atrás...

Elenita - 37 anos - mãe de Diego, teve diagnosticado câncer no cérebro no final do ano passado depois de dor de cabeça constante..

A evolução rápida da doença impediu que Elenita ficasse ao lado do filho Diego em seus últimos instantes...

Elenita fragilizada esteve apenas uma vez no hospital para visitar seu menino, protegida por uma máscara...

Não há como compreender um drama destes...

Evangélicos das centenas de igrejas entre Vigário Geral e Parada de Lucas entraram em vigília...

Do avião, voltando de Nova York, o governador Sérgio Cabral fez questão de comentar a morte do menino Diego que também o fez chorar durante um show nos jardins do Palácio Guanabara:

- Diego me emocionou ao chorar tocando violino. Sua expressão era comovente.

Neste ano de 2010, Diego Azul foi indicado para o Prêmio Faz Diferença do Globo na categoria Rio...

A secretária estadual de Cultura, Adriana Rattes, esteve duas vezes com Diego:

- A primeira vez que o vi, há cerca de dois anos, em Parada de Lucas, na aula de violino, sério e compenetrado. Um adulto e tão criança ao mesmo tempo. A última, entrando tímido e meio aturdido, de mãos dadas com o Maestro Minczuk, no palco do Teatro João Caetano para entregar o Prêmio Estado do Rio de Janeiro na categoria Música Clássica. Era um menino que marcava a gente ao primeiro olhar. Alguma coisa nele era especial, e todo mundo comentava isso.

No velório do Diego, o menino Azul, uma orquestra de crianças a segurarem flores numa mão e o violino noutra...

No site do Globo um leitor postou a mensagem:

- Que continue a tocar nossos corações de onde estiver...

Diego necessitou somente de 11 anos para marcar sua presença por aqui...

Diego, o menino do violino Azul...





Jorge Schweitzer





Um comentário:

  1. História comovente...Ele chorou e eu também...
    Boa tarde.

    ResponderExcluir