sábado, 10 de agosto de 2013

Luís Marcelo Pesseghini, PM da Rota, foi morto 10 horas antes do resto da família, segundo legistas de SP





Sargento da Rota foi morto 10 horas antes que demais vítimas, dirá laudo 

Filho de Luís Marcelo Pesseghini é suspeito de matar pai, mãe, avó e tia. 

Laudo do IC deverá ser entregue à Polícia Civil na próxima semana. 


Do G1 São Paulo 

O sargento da Rota Luís Marcelo Pesseghini, de 40 anos, foi assassinado dez horas antes que os outros parentes mortos na Brasilândia, na Zona Norte de São Paulo, segundo informou o SPTV deste sábado (10), após relato de médicos legistas que trabalham no caso. 

A Polícia Civil suspeita que o filho do sargento, o adolescente Marcelo Pesseghini, de 13 anos, matou o pai, a mãe, a avó e a tia e na sequência se suicidou entre a noite de domingo (4) e a madrugada de segunda-feira (5). 

A informação sobre quando o sargento foi morto é baseada na análise das manchas de sangue e constará no laudo do Instituto de Criminalística que será entregue à Polícia Civil. 

O laudo necroscópico das outras vítimas também deverá ser concluído na próxima semana. 

A Polícia Civil aguarda agora a análise do computador usado pelo adolescente e dos telefones celulares da família. 

Esta semana, a polícia já havia informado que exames preliminares apontavam a sequência de mortes na residência da Rua Dom Sebastião. 

Primeiro teria morrido o pai do garoto, depois a mãe, a cabo Andréia Regina Bovo Pesseghini, de 36 anos, em seguida, a avó dele, Benedita de Oliveira Bovo, de 67 anos, e a tia-avó, Bernadete Oliveira da Silva, de 55 anos.



PS: Quando tudo parece se encaixar na versão da Perícia surge novo fato que desmonta a cronologia do crime... A menos que o restante da família foi dopada ou envenenada após a morte do sargento da Rota é absolutamente incompreensível a distância de horários entre a primeira morte e as restantes sem que vizinhos tenham escutado barulho de tiros durante o dia, logo após o menino Marcelo ter voltado da escola... O mistério envolve desde a motivação até a mecânica dos fatos... O que mais surpreende é que um adolescente com este grau de perturbação tenha conseguido fingir que tudo esta bem enquanto arquitetava um desfecho macabro... JS






Nenhum comentário:

Postar um comentário