sábado, 10 de agosto de 2013

Casal PM Pesseghini: Churrasco e cerveja na noite anterior a tragédia de Brasilândia SP







No dia anterior a tragédia a família Pesseghini fez um churrasco na casa da Rua Dom Sebastião na Brasilândia...

A Perícia encontrou carvão queimado e mais de 20 latas vazias de cervejas espalhadas pelo chão entorno da churrasqueira...

O tenente da PM César Bovo, irmão de Andréia Pesseghini, viajou de Rio Claro (SP) para a capital paulista para a confraternização, que terminou por volta de 20 horas...

Uma vizinha declarou que a família Pesseghini saiu para almoçar em um shopping, portanto o churrasco deve ter sido no final do dia...

E...

Na manhã seguinte, o sargento Luís Marcelo Pesseghini acordaria as 5 horas para fazer um 'bico' de segurança...

Andréia, sua esposa, seguiria para o 18o. Batalhão da PM onde trabalhava no setor administrativo...

O filho Marcelo, de 13 anos,  iria à escola na bairro da Freguesia do Ó...

Todos estavam mortos na segunda feira...

Resta perguntar ao sargento Luís Marcelo Pesseghini se não percebeu nada de anormal na noite anterior...

Resta saber a razão do sargento da Rota não dormir no quarto com a esposa...

Resta saber se as senhoras mortas em sequência confidenciaram algum fato à amigas ou vizinhos...

Restam muitas perguntas...

Talvez quem conviveu com os últimos instantes do desfecho incompreensível possa dar alguma pista...




Jorge Schweitzer







Nenhum comentário:

Postar um comentário